Mês: outubro / 2010

MANÉ GARRINCHA, QUE TERIA 77 ANOS, NO CURTIR TAMBÉM É CIDADANIA DE HOJE

Em vídeo posta por Menezan, nosso incomparável mané Garrincha, que faria 77 anos essa semana, se o Brasil o tivesse tratado melhor.

Pense nele como nosso representante, quando driblamos a vida, o cotidiano, e temos que marcar um gol diário.

Bom feriadão ebom voto.

Soorte para todos nós.

PELA 1a VEZ O BRASIL INTEGRARÁ O SUBCOMITÊ DAS NAÇÕES UNIDAS DE PREVENÇÃO À TORTURA

Deu no site da SEDH e da OAB, damos aqui, lembrando que a escolhida, Dra Margarida Pressburguer, é a presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB-RJ, à qual tenho a honra de pertencer:

Pela primeira vez o Brasil vai integrar o Subcomitê das Nações Unidas de Prevenção à Tortura

A advogada brasileira Margarida Pressburger, presidente da Comissão de Direitos Humanos da seccional do Rio de Janeiro da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-RJ), foi escolhida nesta quinta-feira (28) para integrar o Subcomitê de Prevenção à Tortura do Alto Comissariado de Direitos Humanos das Organização das Nações Unidas. O mandato é de dois anos. A indicação da brasileira às Nações Unidas foi feita pelo ministro Paulo Vannuchi, da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR).

Pela primeira vez o Brasil fará parte do Subcomitê, composto por 25 pessoas de todo o mundo e tem como objetivo visitar locais de privação de liberdade para verificar denúncias de tortura e maus tratos. A advogada brasileira vai atuar como perita em visitas aos países que aderiram ao Protocolo Opcional à Convenção Contra a Tortura e Outros Tratamentos ou Penas Cruéis das Nações Unidas.

DEU NA BANDNEWS

Tá bem o Joelmir Betting, no vídeo que vocês vão ver, está cheio de números certos, mas eu não acho que este melhor dos mundos será mantido por um governo em que o PMDB fisiológico se acha sócio.

Não vou votar no Serra, acho que o país, evidentemente melhorou, mas não acho que transmissão de votos é transfusão de sangue político e de liderança.

É isso aí.

PARA A PEDOFILIA, NADA. INTROMISSÃO NO PAíS ALHEIO, SEMPRE

Os bispos tanto se mexeram, que o Papa achou que tinha espaço para meter a colher nas eleições brasileiras, onde o Estado, constitucionalmente, é laico.

Ninguém acha o aborto uma solução, mas uma saída para determinadas situações.

Como já dissemos em abaixo-assinado aqu, para o Vaticano, parece que “Pedofilia, sí; aborto, no”.

Entendo que as igrejas sejam contrárias ao aborto, e orientem seu rebanho, mas , nunca, numa disputa eleitoral, porque o aborto não pode e não deve ser o carro-chefe de um programa de governo.

Deu no UOL:

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta sexta-feira (29) que o Brasil é um país democrático e laico, por isso a população se manifesta do jeito que quiser. “Eu acho que cada um vai de acordo com a sua consciência”.

É isso aí.

FICHA LIMPA JÁ ESTÁ VALENDO PARA OS CASOS DE RENÚNCIA

Deu empate de novo do STF, e, apesar do voto nojento e reacionário do esquisito e insuportável ministro, Gilmar Mendes, que disse a lei da Ficha Limpa se equipara a práticas fascistas, e ficou valendo a decisão do TSE, que fez a Ficha Limpa já valer agora.

Dançou Jader Barbalho, eleito senador no Pará, e vaidançar muita gente, começando pelo outro insuportável Roriz.
E os Ficha Suja que não renunciram? como isso vai ficar?

Vai dar confusão, novas eleições, quando tudo isso poderia ter sido resolvido antes do 1o.turno, se o STF tivesse mesmo cumprido o seu papel.

De qualquer forma, ponto para a sociedade civil.

CARTA DE RUTH ROCHA A DILMA ROUSSEFF : RISQUE MEU NOME DE SEU CADERNO

A querida escritora de textos infantis, Ruth Rocha, quefaz parte do nosso Conselho Consultivo e é minha amiga pessoal há muitos anos, recém operada de uma vista, teve que se aborrecer ao ver seu nome na lista de intelectuais que apóiam Dilma, sem que tivesse colocado seu nome ali. Já havia ocorrido com o cneasta José Padilha e deve ter muito mais gente ali que foi “assinada’e, não, que assinou o domumento.

Na tal reunião no Casa grande, apesar de Chico Buarque e tudo, NÃO SE DISCUTIU o que a candidata pretende fazer para o setor…

Carta à candidata Dilma

Meu nome foi incluído no manifesto de intelectuais em seu apoio. Eu não a apóio. Incluir meu nome naquele manifesto é um desaforo! Mesmo que a apoiasse, não fui consultada. Seria um desaforo da mesma forma. Os mais distraídos dirão que, na correria de uma campanha… “acontece“. Acontece mas não pode acontecer. Na verdade esse tipo de descuido revela duas coisas: falta de educação e a porção autoritária cada vez mais visível no PT. Um grupo dominante dentro do partido que quer vencer a qualquer custo e por qualquer meio.

Acho que todos sabem do que estou falando.

O PT surgiu com o bom sonho de dar voz aos trabalhadores mas embriagou-se com os vapores do poder. O partido dos princípios tornou-se o partido do pragmatismo total. Essa transformação teve um “abrakadabra” na miserável história do mensalão . Na época o máximo que saiu dos lábios desmoralizados de suas lideranças foi um débil “os outros também fazem…”. De lá pra cá foi um Deus nos acuda!

Pena. O PT ainda não entendeu o seu papel na redemocratização brasileira. Desde a retomada da democracia no meio da década de 80 o Brasil vem melhorando; mesmo governos contestados como os de Sarney e Collor (estes, sim, apóiam a sua candidatura) trouxeram contribuições para a reconstrução nacional após o desastre da ditadura.

PROCURADORIA É CONTRA RECURSO DE JÁDER

Deu no Globo on line:

Procuradoria é contra o recurso de Jader

André de Souza

BRASÍLIA – O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, acabou de ler no Supremo Tribunal Federal (STF) o parecer em que recomenda a rejeição do recurso de Jader Barbalho (PMDB-PA) contra a Lei da Ficha Limpa. Jader Barbalho obteve votos suficientes para se eleger senador, mas foi enquadrado na lei por ter renunciado em 2001 para escapar da cassação. Segundo Gurgel, a renúncia de Jader teve como objetivo impedir as investigações do Senado e assim poder se candidatar depois.

- Tratava-se da única maneira de poder disputar novas eleição, que era fraudar, impedir a apuração dos fatos pelo Senado, impedindo portanto a cassação do seu mandato e o mantendo a salvo.

Para Gurgel, a Lei da Ficha Limpa ajuda a manter o princípio da moralidade pública. Ele destacou ainda o fato de lei ter nascido a partir de um projeto de lei de iniciativa popular.

SEM MEDO DO PASSADO – CARTA ABERTA DE FHC A LULA

Para quem não teve oportunidade de ler a Carta Aberta de FHC a Lula, publicamos o texto:

SEM MEDO DO PASSADO

Fernando Henrique Cardoso

O presidente Lula passa por momentos de euforia que o levam a inventar inimigos e enunciar inverdades. Para ganhar sua guerra imaginária, distorce o ocorrido no governo do antecessor, autoglorifica-se na comparação e sugere que se a oposição ganhar será o caos. Por trás dessas bravatas está o personalismo e o fantasma da intolerância: só eu e os meus somos capazes de tanta glória. Houve quem dissesse “o Estado sou eu”. Lula dirá, o Brasil sou eu! Ecos de um autoritarismo mais chegado à direita.

Lamento que Lula se deixe contaminar por impulsos tão toscos e perigosos. Ele possui méritos de sobra para defender a candidatura que queira. Deu passos adiante no que fora plantado por seus antecessores. Para que, então, baixar o nível da política à dissimulação e à mentira?

A estratégia do petismo-lulista é simples: desconstruir o inimigo principal, o PSDB e FHC (muita honra para um pobre marquês…). Por que seríamos o inimigo principal? Porque podemos ganhar as eleições. Como desconstruir o inimigo?

Negando o que de bom foi feito e apossando-se de tudo que dele herdaram como se deles sempre tivesse sido. Onde está a política mais consciente e benéfica para todos? No ralo.

CARTA ABERTA A FHC – POR THEOTÔNIO DOS SANTOS

Carta Aberta a Fernando Henrique Cardoso

Theotonio dos Santos*

Meu caro Fernando,

Vejo-me na obrigação de responder a carta aberta que você dirigiu ao Lula, em nome de uma velha polêmica que você e o José Serra iniciaram em 1978 contra o Rui Mauro Marini, eu, André Gunder Frank e Vânia Bambirra, rompendo com um esforço teórico comum que iniciamos no Chile na segunda metade dos nos 1960. A discussão agora não é entre os cientistas sociais e sim a partir de uma experiência política que reflete comtudo este debate teórico. Esta carta assinada por você como ex-presidente é uma defesa muito frágil teórica e politicamente de sua gestão. Quem a lê não pode compreender porque você saiu do governo com 23% de aprovação enquanto Lula deixa o seu governo com 96% de aprovação. Já discutimos em várias oportunidades os mitos que se criaram em torno dos chamados êxitos do seu governo. Já no seu governo vários estudiosos discutimos, já no começo do seu governo, o inevitável caminho de seu fracasso junto à maioria da população. Pois as premissas teóricas em que baseava sua ação política eram profundamente equivocadas e contraditórias com os interesses da maioria da população. (Se os leitores têm interesse de conhecer o debate sobre estas bases teóricas lhe recomendo meu livro já esgotado: Teoria da Dependencia: Balanço e Perspectivas, Editora Civilização Brasileira, Rio, 2000).
Contudo nesta oportunidade me cabe concentrar-me nos mitos criados em torno do seu governo, os quais você repete exaustivamente nesta carta aberta.

CVI FAZ MANIFESTO CONTRA O “MINISTÉRIO DOS DEFICIENTES”QUE SERRA QUER FAZER

Olha aí, gente. Finalmente, alguém saiu em caráter oficial contra essa babaquice que é criar um “Ministério dos Deficientes” como quer Serra, se eleito presidente. Não precisa nada disso, basta que se cumpra as leis existentes.

O CVI (Centro de Vida Independente (
www.cvi-rio.org.br) lançou um manifesto contrário à iniciativa, que só publicamos hoje, porque só o recebemos, ontem…:

MANIFESTO – CVI-Brasil

NÃO AO “MINISTÉRIO DOS DEFICIENTES”

PELA CIDADANIA PLENA DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA

17 de outubro de 2010

Em 27 de agosto de 2009, os Centros de Vida Independente do Brasil, reunidos na cidade do Rio de Janeiro, aprovaram manifesto contrário ao projeto de lei que prevê
a criação do Estatuto da Pessoa com Deficiência. Naquela ocasião, alertávamos que tal proposta “é um contra senso e um retrocesso, se coloca na contramão da evolução
histórica, prejudicial ao reforçar a imagem de inválido e coitadinho, levando a sociedade a continuar tratando a pessoa com deficiência como um ser desprovido de
capacidade. Desta forma, o Estatuto legitima a incapacidade e oficializa a discriminação contra a pessoa com deficiência ao separá-la das leis comuns”.

O que dizer de um Ministério específico para tratar das questões relacionadas às pessoas com deficiência? Da mesma forma – e ainda com mais ênfase – expressamos nossa opinião contrária à criação de um “Ministério dos Deficientes” ou algo similar, como vem sendo aventado na campanha presidencial.

Marcia de AlmeidaMARCIA DE ALMEIDA, responsável pelo site, é jornalista, escritora, roteirista...
saiba mais
ABI Newsletter Planeta Educa��o Acesso de Humor